O Canal do Rio Grande

Festival Ciranda Musical Teuto-Rio-grandense

Compartilhe
Foto: Discoteca Pública   Foto: Discoteca Pública 

A Ciranda Musical Teuto-Rio-grandense é considerada, dentre os eventos nativistas, um festival histórico. Sua primeira edição ocorreu nos dias 26, 27 e 28 de maio de 1972 na Sociedade Cinco de Maio de Taquara, por iniciativa do poeta Eldo Ivo Klain , seu idealizador.

Tinha como objetivo primeiro, reunir elementos da cultura germânica e gauchesca, criando assim um estilo próprio e, através das apresentações artísticas, afirmar uma nova identidade cultural. Não encontrando resposta do público num primeiro momento, persistiu em seus propósitos e, já na condição de Capataz Cultural do Centro de Tradições Gaúchas Fogão Gaúcho, obteve sua aprovação no dia 18 de novembro de 1971.

Nesta reunião, ficou definido que o festival seria bienal e relacionado aos costumes gauchescos e àqueles trazidos pelos imigrantes alemães. Haveria em paralelo a mostra musical competitiva, demonstrações folclóricas, conjuntos de dança e um Centro de Cultura Teuto-Rio-grandense.

Dessa primeira edição destacam-se a Comissão Julgadora, presidida pelo Maestro Salvador Campanella, com as participações ilustres do Professor Ary João Werlang e Paixão Côrtes. Ainda, a apresentação do Professor Delmar Henrique Backes que, a partir de sua segunda edição, viria a se tornar um de seus principais coordenadores. O primeiro lugar ficou com a composição intitulada: “Peregrinos”, valsa com música de Bruno Neher e letra de Jayme Caetano Braun.

Leia Também Morre cantor e compositor Talo Pereyra Sexta-feira com lançamento do CD de Osvaldir e Quinteto Nativo Vem aí a escolha das Prendas e Peões da 7ª Região Tradicionalista CONVITE: Jantar de lançamento do 3º Rodeio Artístico do Planalto