O Canal do Rio Grande

Festival Comparsa da Canção Nativa

Compartilhe
Foto: Ronda dos Festivais   Foto: Ronda dos Festivais 

A Comparsa da Canção Nativa é um dos orgulhos do município de Pinheiro Machado. Sua primeira edição foi no mês de janeiro do ano de 1985, durante a FEOVELHA – Feira e Festa Estadual da Ovelha, nas dependências do Parque Charrua, onde acontece até nossos dias.

Na primeira edição não havia lona, o público assistia às apresentações em pé ou dentro dos veículos. Os músicos e cantores tinham um pequeno galpão de costaneira, coberto de santa-fé que servia de palco. Constituía-se de duas linhas principais: a Linha da Ovelha, em que as composições falavam obrigatoriamente do universo da ovinocultura, e outra linha, mais abrangente.

Era um festival essencialmente amador, com sonorização particular e não profissional. Na segunda Comparsa, o festival toma ares de profissional e clama pela edição em LP, o velho disco de vinil. Nesta época, a Prefeitura Municipal se associou ao Sindicato Rural de Pinheiro Machado e, juntos, começaram a fazer da Comparsa um festival de renome.

No palco da comparsa já desfilaram nomes como César Passarinho, Mano Lima, Os Serranos, João Chagas Leite, Rui Biriva, Dante Ledesma, Grupo Terra Santa, Grupo Parceria, Gaúcho da Fronteira, Pedro Ortaça, Os Angueras entre outros.

Leia Também Lei de Emergência Cultural destinará R$ 155 milhões para o RS Justiça torna definitiva vitória de Gilda Galeazzi na presidência do MTG MTG anuncia dez músicas finalistas do Cante e Encante seu CTG Deputado Paparico protocola Projeto de Lei Pedro Ortaça em defesa dos artistas locais