O Canal do Rio Grande

Morre cantor e compositor Talo Pereyra

Compartilhe
Morreu, na tarde dessa segunda-feira, o cantor e compositor argentino/gaúcho Talo Pereyra. Ele tinha 67 anos de idade e vivia em Porto Alegre, desde março de 1976, quando aqui chegou, refugiado, poucos dias depois do golpe militar que levou o general Jorge Rafael Videla ao comando de uma das mais recentes ditaduras argentinas. Seu primeiro amigo músico no Rio Grande do Sul foi o saudoso José Cláudio Machado, com quem passou a tocar e cantar no 35 CTG, até 1980. Em seguida, integrou o grupo Os Tropeiros do Ibirapuitã, em parceria com os cantores Leopoldo Rassier e José Cláudio Machado. Criou também, com seu conterrâneo Martin Coplas, o grupo Cantares.
Nos anos seguintes, Talo se tornou um respeitado, premiado e aplaudido músico no Rio Grande do sul, compondo e interpretando sua próprias obras e canções do repertório de sul americanos consagrados, como o argentino Atahualpa Yupanqui, os chilenos Violeta Parra e Victor Jara e o uruguaio Alfredo Zitarrosa. Mais tarde, formou parcerias com o poeta e pajador Jayme Caetano Braun, com o cantor e compositor Cenair Maicá, ambos já falecidos, e há 39 anos com o poeta Robson Barenho. Também musicou obras de poetas como Aparício Silva Rillo, José César Matesich, José Hilário Retamozo, Mauro Moraes, Vaine Darde entre outros. Participou ativamente dos festivais nativistas do Rio Grande do Sul, vencendo os principais deles, inclusive a 6ª Califórnia da Canção Nativa, com a música “Leão do Caverá”, parceria com o poeta Gilberto Carvalho, interpretada por Leopoldo Rassier. Considerado um dos grandes nomes da música regional gaúcha e sul americana, em 2018, Talo completou 52 anos de uma carreira marcante no nativismo gaúcho. Suas canções venceram 40 festivais nativistas ao longo deste período. Natural de La Plata, na Argentina, Raul Eduardo Pereyra, o Talo, nasceu em 23/09/1951.

Fonte: Blog Jairo Reis

Leia Também Todos os resultados do Enart Regional 2018 Regulamento do 3º Rodeio Artístico do Planalto e Ficha de Inscrição Prossegue o Enart Regional Marau é a sede regional da cultura gaúcha