O Canal do Rio Grande

Deputado apresenta projeto para acabar com os rodeios no Rio Grande do Sul

Compartilhe

O deputado estadual Rodrigo Maroni (PSDB) anunciou que vai protocolar, nesta quarta-feira (04) na Assembleia Legislativa um projeto de lei para acabar com os rodeios no Rio Grande do Sul. Segundo o parlamentar, as disputas campeiras atualmente realizadas não tem origem na cultura de campo, mas são importadas dos Estados Unidos. 
Confira a justificativa, de Maroni, publicada em sua página nas redes sociais:

"Importante deixar claro meu objetivo é acabar com maus-tratos em um evento onde os animais são humilhados e machucados de todas maneiras possíveis.
Os rodeios são uma prática cruel. As provas colocam touros, cavalos e outros bichos em situações de estresse físico e psicológico. Eles receberiam até mesmo choques elétricos antes de entrar na arena para ficar com medo e entrar gritando, garantindo o show.
A pior prova é a de laço: ao serem derrubados, os bezerros podem sofrer fraturas e ficar tetraplégicos ou morrer devido a hemorragias.
É engano imaginar que o rodeio representa a cultura do campo. Ele não faz parte da nossa tradição. Foi importado dos EUA e não traz nenhum enriquecimento ou aprendizado cultural. Além disso, os eventos poderiam continuar, mas com shows e outras atrações
Em 2011, no rodeio de Barretos, um bezerro foi morto. Isso prova que os maus tratos acontecem. Não se trata de acidente, mas sim de algo que poderia ser evitado. Há tantas opções de entretenimento, então para que continuar com algo que é tão cruel?"



Leia Também Conhecidos os resultados do Entrevero de Peões e Ciranda de Prendas da Sétima Região Tradicionalista Ciranda Cultural de Prendas e Entrevero Cultural de Peões acontecem neste final de semana em Passo Fundo Definida a programação do Enartinho de julho em Marau Seara da Canção de volta à área urbana de Carazinho